Um exame de colesterol turbinado

A rede de laboratórios Dasa traz ao Brasil o Cardio ID, um exame que avalia as partículas de colesterol no sangue e determina a propensão a doenças no coração.

A rede de laboratórios Dasa traz ao Brasil o Cardio ID. Trata-se de um novo exame que avalia as partículas de colesterol no sangue e determina a propensão a doenças no coração.

“Uma nova metodologia permite avaliar e contabilizar as subfrações do colesterol LDL, o ruim, e do HDL, o bom”, conta o patologista Gustavo Campana, diretor médico de análises clínicas da empresa.

Sabe-se que algumas dessas variações representam um maior risco de formação de placas nas artérias — e um posterior infarto ou AVC. O exame, porém, não está indicado para todo mundo.

“Ele será mais útil no caso de pacientes com antecedente familiar de problemas cardíacos ou aqueles que já realizam um acompanhamento e precisam ter mais informações sobre seu atual estágio”, esclarece o especialista. A partir dos resultados, é possível individualizar as recomendações de prevenção e tratamento.

Como é feito o Cardio ID

A retirada: a coleta de sangue é normal. Ou seja, o profissional de saúde recorre a uma seringa para retirar o líquido vermelho do paciente.

A avaliação: a diferença está numa tecnologia chamada mobilidade iônica. Por meio dela, é possível distinguir tipos de partículas de HDL e LDL e determinar, assim, o risco de danos aos vasos sanguíneos.

Para quem é: o teste é indicado a pacientes que já possuem doença cardiovascular ou outros fatores de risco — e para saber detalhes sobre o colesterol.

As frações do colesterol

HDL: faz uma verdadeira faxina nas artérias ao recolher depósitos de moléculas de colesterol, que são levados ao fígado e processados.

LDL: transporta o colesterol de um lado para o outro. Em excesso, contribui para a formação de placas de gordura nos vasos.

VLDL: responsável por carregar os triglicérides para as células. Quando está desbalanceado, faz um mal danado à saúde.

Fonte